domingo, 28 de outubro de 2012

AVENIDA PRESIDENTE JOÃO PESSOA

Com a formação da Rua Joaquim de Sousa, foram aparecendo as primeiras casas de uma rua que ia ocupando espaço, em sentido paralelo à praça, então denominada de Rua Nova e se estendia do seu cruzamento coma Rua Joaquim de Sousa até o local onde começava a se organizar a zona comercial da vila. Após a Rua Joaquim de Sousa, na direção do poente, iam aparecendo algumas casas, à margem do sangradouro do açude, construído pelo Padre Rolim.

Com o desenvolvimento urbano da cidade, aquele pequeno agrupamento de casas, que tinha a denominação de Rua do Sangradouro, foi incorporado à Rua Nova, ocupando todo o espaço da atual Avenida Presidente João Pessoa, desde a parede do chamado Açude Grande, até à rua Padre José Tomaz. Em 1890, aquele trecho da cidade contava com quarenta e nove casas; sendo trinta e cinco, na Rua Nova e quatorze, na Rua do Sangradouro, o que lhe dava a condição de artéria mais habitada da cidade de Cajazeiras, num índice altamente expressivo para a época.




Aquela avenida constituiu um dos pontos mais movimentados da cidade, adquirindo aspecto urbano, depois da ampliação do Açude Grande e consequente transferência do sangradouro para local mais apropriado e afastado do centro da cidade. Com esse empreendimento do governo federal, inaugurado em 1916, foi feita a urbanização da antiga Rua do Sangradouro, posteriormente sacrificada com a construção do prédio destinado à usina de energia elétrica, construída, em 1925, pelo prefeito Sabino Gonçalves Rolim. Pouco mais de dez anos depois, o prefeito Joaquim Matos Rolim demoliu esse prédio e restaurou o espaço da avenida, em sua plenitude.



Com a cons- trução do Edifício OK, uma arrojada ini- ciativa do empresário José Lira Campos, a Avenida Presidente João Pessoa passou a ser ponto de con- vergência da popu- lação cajazeirense, nos festejos carnavalescos e em gigantescos comícios das campanhas eleitorais. O Edifício OK, construído em estilo neo-cubista, foi um grande acontecimento para a vida da cidade, coma sua inauguração em 1936. em suas instalações, acolhia, no pavimento superior, o Excelsior Club e, na parte térrea, o Cine Teatro Éden, moderna e atraente sorveteria, salão de bilhares e uma bem montada barbearia. Foi, por algum tempo, o orgulho da cidade, com suas modernas instalações.

No começo da avenida, funcionou o primeiro cinema fa- lado de Cajazeiras, instalado pelo sírio-libanês João Bichara, pai do Governador Ivan Bichara Sobreira, nas- cido ali, num prédio vizinho, já demolido para alargamento da Rua Padre José Tomaz. A Avenida foi calçada, em paralelepípedos e ganhou pavimentação asfáltica, na administração do Prefeito Francisco Matias Rolim.


OUTRAS FOTOS DA AVENIDA JOÃO PESSOA
 Foto da década de 40
Carnaval na Praça João Pessoa, década de 50
08 Desfile de 7 de setembro
Cine Éden vem à lembrança o zeloso Carlos Paulino

SEQUÊNCIA DE FOTOS DA AVENIDA JOÃO PESSOA AO LONGO DAS DÉCADAS


Praça João Pessoa -entre os anos 1968 1975 - foto J. Galdino Valente
 Praça João Pessoa no ano 2009  - foto J. Galdino Valente
Canto da Praça João Pessoa com a Rua Joaquim de Sousa nos anos 50
 Foto mais do canto da Praça João Pessoa com a Rua Joaquim de Sousa, onde funcionou o Jovem Club
A parte térrea
Cine Éden de Carlos Paulino hoje é um supermercado


Canto da Rua (na verdade, um beco) Tenente Arsênio  com a Praça João Pessoa (Neste esquina fica a sorveteria do Chatô, ponto quando eu vinha de volta do Cine Éden). Alguém poderia me relembrar o nome da sorveteria?
AVENIDA PRESIDENTE JOÃO PESSOA

Um comentário:

  1. Alvaci de Oliveira Claudino30 de outubro de 2012 17:28

    Claudiomar rever essa fotos me lembra muitas coisas. Pois comecei a trabalhar cedo. e todos os dias estava alí. Trabalahava em Alvaro Marques.tenho saudades do tempo bom onde os passios os carnavais. Eramos felizes e não sabiamos.

    ResponderExcluir